Carlo Ancelotti sem rodeios: "Devo tudo a Zidane"

Carlo Ancelotti sem rodeios: "Devo tudo a Zidane"

Treinador do Nápoles admite que foi o médio francês que mudou a sua maneira de pensar o futebol.

Carlo Ancelotti foi treinador de Zinedine Zidane na Juventus, entre 1999 e 2001, e, anos mais tarde, o francês foi adjunto do italiano no Real Madrid, em 2013/14, época em que os "merengues" conquistaram a 10ª Liga dos Campeões.

Contudo, em entrevista ao Corriere dello Sport, os papéis praticamente se invertem, uma vez que é Ancelotti que afirmar que deve tudo a Zidane. O atual treinador do Nápoles recordou os tempos em que trabalhou com o colega de profissão em Turim.

"Na Juventus, Zidane mudou a minha maneira de pensar o futebol. Quando estive no Parma, tive a hipótese de contratar Roberto Baggio, que até já tinha um acordo com o clube, mas eu travei a transferência. Tinha um modelo de jogo que colocava dois jogadores na grande área e não incluía um médio-ofensivo, a posição do Roberto. Baggio foi um dos maiores talentos de sempre do futebol italiano, mas quando o descartei tinha dois avançados, o Enrico Chiesa e o Hernán Crespo", começou por explicar Ancelotti, antes de aprofundar:

"Zidane mudou tudo, porque pus a equipa a jogar à volta dele. Mudei o estilo e devo-lhe tudo", afiançou o técnico de 59 anos, que considera "incomparável" a sensação de trabalhar no Real Madrid.

"Os oito anos que passei no Milan são uma história à parte, mas, para dizer a verdade, tenho de falar do Real Madrid. O Real é o Real e todos os treinadores deviam ter a oportunidade de trabalhar num clube assim e numa cidade como Madrid", rematou Ancelotti.