Câmara da polícia gravou mulher que acusa Dani Alves "lavada em lágrimas"

Câmara da polícia gravou mulher que acusa Dani Alves "lavada em lágrimas"
Redação

Vítima sentiu-se "envergonhada e culpada". Versão manteve-se igual no tribunal, o que não abona para a defesa do antigo lateral do Barcelona

O caso da acusação de violação a Dani Alves continua a dar que falar. Desta vez, a comunicação social garantiu que a polícia catalã teve acesso às acusações da mulher através de uma câmara que terá sido ativada involuntariamente por um polícia no momento do primeiro depoimento.

De acordo com o jornal El Periódico, a mulher, nessas imagens, apareceu "lavada em lágrimas" e a sentir-se "envergonhada e culpada" por ter entrado na casa de ganho onde terá sido, então, agredida sexualmente pelo internacional brasileiro.

A versão captada por esta câmara, no primeiro depoimento, bate certo com a que foi já apresentada pela mesma mulher no tribunal, o que não abona para a defesa de Dani Alves, acusado de um crime de abuso sexual, que terá acontecido no passado mês de dezembro, numa discoteca catalã.