Bullying preocupa Chelsea: suicídio de ex-funcionário motiva investigação

Bullying preocupa Chelsea: suicídio de ex-funcionário motiva investigação
Redação

Em causa uma alegada "cultura de trabalho tóxica" num dos departamentos do clube.

De acordo com um artigo publicado no jornal "New York Times", o Chelsea abriu uma investigação às acusações de bullying dentro do clube que será conduzida por uma equipa externa. Em causa está uma alegada "cultura de trabalho tóxica" existente num dos departamentos dos blues que poderá ter conduzido ao suicídio de Richard Bignell, um ex-funcionário que terá entradao em desespero após ter sido despedido do Chelsea.

O caso chamou a atenção de Todd Boehly, o novo proprietário, e este fez questão de descansar todos os trabalhadores do clube: "Acreditamos num ambiente e numa cultura de trabalho que fortaleça os funcionários e assegure que se sintam seguros, incluídos e valorizados. Foram dados passos pelos novos donos para instigar um ambiente compaginável com os nossos valores."