Bulgária em ebulição: polícia entra na federação e leva cinco

Bulgária em ebulição: polícia entra na federação e leva cinco
Rodrigo Cortez

Unidade de combate ao crime organizado entrou com aparato na sede

Já depois de Borislav Mihailov se ter demitido da presidência da federação da Bulgária, uma unidade da estrutura policial que luta contra o crime organizado no país (DGBOP - Direção Geral de Combate ao Crime Organizado) entrou esta terça-feira na sede da federação, em Sófia, e após duas horas de buscas, saiu do edifício com cinco pessoas detidas.

Segundo o site "Gol", os funcionários em causa pertencem ao Conselho de Arbitragem e estão detidos na sequência de suspeitas de corrupção e manipulação de resultados.

Antigo guarda-redes do Belenenses, Mihailov demitiu-se a pedido do ministro dos desportos e do primeiro-ministro da Bulgária, na sequência de um escândalo de racismo durante o Bulgária-Inglaterra, vencido pelos britânicos por 6-0, esta segunda-feira.

"Saio para o bem do futebol búlgaro e para não haver mais tensão", declarou o ex-presidente federativo, após a demissão.