Bombardeamento russo mata treinador da formação do Shakhtar: "Parem com esta loucura!"

Bombardeamento russo mata treinador da formação do Shakhtar: "Parem com esta loucura!"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Redação

Anúncio foi feito por dirigente do clube ucraniano

Sergei Palkin, CEO do Shakhtar Donetsk, informou esta quinta-feira, através do Facebook, que um treinador das camadas jovens do conjunto ucraniano foi morto na sequência de um bombardeamento russo a uma cidade da Ucrânia.

Na nota, pode ler-se: "Um funcionário nosso foi morto ontem [quarta-feira]. Era treinador das camadas jovens. Foi morto por um fragmento de um projétil russo. A Rússia está a matar ucranianos. Parem com esta loucura! Não fiquem em silêncio, falem! Caso contrário, será uma derrota pessoal vossa. Uma derrota que será lembrada por todas as gerações futuras. Uma derrota que não pode ser apagada da história mundial e cada um será culpado e responsável pelos crimes cometido", dirigindo-se, de forma direta, a "proprietários, diretores e jogadores de futebol de clubes russos".

A mensagem acrescenta que "a Rússia, de uma nação que fez tremendos esforços para derrotar o nazismo, está a transformar-se numa nação de terroristas, uma nação de cobardes silenciosos. O mundo inteiro está de olho em vocês. E o mundo espera que vocês parem a loucura. Mas vocês estão com medo. No desporto, o medo é um sentimento que reduz a probabilidade de vitória a zero. O vosso medo de ir contra a guerra na Ucrânia, o vosso medo leva a milhares de mortes entre civis, o vosso medo leva a crianças mortas e a destinos mutilados a milhões. O vosso medo de ir contra o regime sangrento é a vossa maior derrota. Apesar de não ter dado a ordem para exterminar os ucranianos, o vosso silêncio é uma ajuda para o assassinato e destruição em massa", escreveu Palkin, numa publicação que é acompanhada por imagens de destruição na Ucrânia.