Blatter: "Racismo não deve punir clubes"

Blatter: "Racismo não deve punir clubes"

O presidente da FIFA considera perigoso tirar pontos ou descidas de divisão devido a condutas racistas.

O presidente da FIFA, Joseph Blatter, considerou perigoso retirar pontos ou condenar as equipas à descida de divisão por condutas racistas, já que estas medidas poderiam fazer com que alguns adeptos provoquem incidentes de forma intencional.

"Podemos parar estar atitudes com a subtração de pontos ou descendo as equipas ou isto fará com que as pessoas vão aos estádios propositadamente para interromper um jogo de futebol?", questionou para concluir com uma afirmação: "O futebol tem demasiada paixão".

O líder do organismo máximo do futebol mundial mostrou-se, há uns meses, solidário com o endurecimento dos castigos aos clubes cujos seguidores cometessem atos de racismo, mas, agora, diz que o tema será discutido no próximo congresso da FIFA, nas ilhas Maurícias, com o sindicato mundial de jogadores, a FIFPro.

"Temos de fazer algo; é um perigo deixar que os jogos sejam repetidos repetir ou que as equipas percam pontos. É um convite aos grupos de hoolingans", concluiu.