Barcelona vai avançar com corte geral nos salários e capitães batem o pé

Barcelona vai avançar com corte geral nos salários e capitães batem o pé
Redação

Capitães deram a cara para mostrar desagrado face à proposta de redução de salários que o Barcelona pretende implementar.

O Barcelona está mesmo decidido em avançar com um corte salarial de 70% a todos os jogadores durante o período de isolamento, mas a medida não está a agradar a todos. A redução será em todas as equipas de todas as modalidades do emblema catalão, mas os capitães da equipa principal já deram a cara para se mostrarem contra a proposta.

Segundo o jornal AS, nesta quinta-feira, o presidente Josep Maria Bartomeu está a estudar ainda baixar o ordenado da equipa principal apenas em 50%, visto que as receitas no futebol são consideravelmente maiores, mas nem assim o balneário blaugrana fica satisfeito.

A crise provocada pela covid-19 vai afetar a economia global e nem os clubes mais poderosos do futebol mundial vão escapar. No entanto, o bate pé entre a direção e o plantel está para durar: Bartomeu está decidido em implementar o ERTE (Expediente Temporário de Emprego) e os jogadores não consideram a medida justa.

De acordo com a mesma publicação, também a equipa de basquetebol terá mostrado desagrado com a proposta e o presidente dos culé vê-se agora numa situação delicada, em que não quer prejudicar a relação com os profissionais, ao mesmo tempo que quer dar uma lufada de ar fresco nas contas do clube.

O Barcelona voltará a reunir esta quinta-feira e é provável que fique decidido o que vai acontecer em termos de redução salarial, algo que teria efeito apenas durante a quarentena - após o regresso ao trabalho os jogadores voltariam a receber os valores acordados nos contratos.