Barcelona e Neymar encerram disputa judicial: recorde os processos

Barcelona e Neymar encerram disputa judicial: recorde os processos
Redação com Lusa

O Barcelona refere que "foi alcançado um acordo transacional entre clube e jogador" para colocar fim aos três processos de trabalho e um cível que estavam pendentes na justiça.

O Barcelona e o brasileiro Neymar encerraram, de forma "amigável e extrajudicial", os quatro processos que corriam na justiça desde a saída do futebolista para o Paris Saint-Germain, em 2017, informou hoje o clube catalão.

Em nota divulgada no site oficial, o Barcelona refere que "foi alcançado um acordo transacional entre clube e jogador" para colocar fim aos três processos de trabalho e um cível que estavam pendentes na justiça.

Barcelona e Neymar entraram em disputas judiciais em 2017, aquando da saída do internacional brasileiro para o Paris Saint-Germain, por 222 milhões de euros (ME), a transação mais cara de sempre de um futebolista.

Neymar tinha renovado contrato com o Barça um ano antes, em 2016, sendo que, na altura, recebeu 20,7 ME de prémio, pelo prolongamento do vínculo até 2021.

Após a saída do jogador para o PSG, o emblema catalão exigiu a Neymar uma indemnização de 22,5 ME - o equivalente ao valor que o clube pagou de parte do prémio acrescido de juros -, por entender que o brasileiro violou o contrato ao assinar pelos franceses um ano após a assinatura da renovação.

Por seu lado, o jogador brasileiro interpôs uma queixa contra o Barcelona, alegando que o clube espanhol ainda lhe devia 43,7 ME do prémio de renovação do contrato até 2021, que totalizava 64,4 ME.

Neymar, de 29 anos, representou o Barcelona entre 2013 e 2017, tendo somado 186 partidas e 105 golos pelos blaugrana, antes de rumar ao PSG, clube ao serviço do qual vai iniciar a quinta temporada e pelo qual contabiliza 116 encontros e 87 tentos.