Avança a imprensa inglesa: Chelsea e Manchester City preparam saída da Superliga Europeia

Avança a imprensa inglesa: Chelsea e Manchester City preparam saída da Superliga Europeia
Redação

Depois do Chelsea, também o Manchester City prepara a saída da Superliga Europeia, segundo a imprensa britânica.

Travão a fundo na criação da Superliga Europeia: de acordo com a imprensa britânica, o Manchester City juntou-se ao Chelsea na preparação de documentação para solicitar a retirada do grupo de clubes fundadores da polémica competição.

Depois de a BBC ter avançado com a intenção dos "blues", o The Telegraph noticiou a nova posição dos "citizens", horas depois de Pep Guardiola ter assumido uma posição oposta à fundação da Superliga.

Os últimos dois dias têm ficado marcados por protestos de adeptos e clubes do futebol mundial, assim como a possibilidade de duras sanções a aplicar por parte da UEFA e da FIFA aos clubes participantes.

Recorde-se que, já esta manhã, o jornal The Guardian avançara que Manchester City e Chelsea estavam agora mais hesitantes em manter-se entre os clubes fundadores, com a publicação a referir como fonte um executivo de um outro clube convidado a entrar na prova.

A notícia acrescentava que muitos do que se opõem a esta nova competição acreditam que menos de metade dos 12 clubes pretendem seguir em frente de qualquer maneira, enquanto outros aceitaram a prova em busca de melhores condições financeiras, admitindo consegui-las através da UEFA. E será neste grupo que estarão Manchester City e Chelsea.

No domingo, 18 de abril, Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, Barcelona, Inter, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Real Madrid e Tottenham anunciaram a criação da Superliga europeia, à revelia de UEFA, federações nacionais e vários outros clubes.

A UEFA anunciou que vai excluir todos os clubes que integrem a Superliga, assegurando contar com o apoio das federações de Inglaterra, Espanha e Itália, bem como das ligas de futebol destes três países.