Aubameyang garante que o "coração está absolutamente bom"

Aubameyang garante que o "coração está absolutamente bom"
Redação

Dianteiro gabonês foi observado, nas últimas horas, pelo departamento médico do Arsenal após deixar a CAN por descritas complicações relacionados com a covid-19

Dispensado da seleção do Gabão, em ação na CAN, diagnosticado com uma "lesão cardíaca", após infeção por covid-19, Pierre Aubameyang, avançado do Arsenal entretanto regressado a Londres, garantiu encontrar-se em perfeitas condições de saúde.

"Olá pessoal, regressei a Londres para fazer uns exames complementares e estou muito feliz por anunciar que o meu coração está absolutamente bom. Estou completamente saudável. Agradeço, do fundo do coração, todas as mensagens", escreveu o dianteiro, na rede social Instagram.

O Arsenal, emblema da Premier League, havia assegurado, em função do motivo de dispensa de Aubameyang da seleção do Gabão, que o avançado, eventualmente de saída do clube, iria ser observado pela equipa médica dos gunners.

"É nossa obrigação garantir que, clinicamente, o jogador esteja seguro, em boas condições e não haja problemas relacionados com isso, porque, historicamente, em relação a tudo o que fizemos com o jogador, ele nunca teve este problema", afirmou o treinador dos gunners, Mikel Arteta, à Imprensa britânica.

Aubameyang, antes de ser dispensado pelo selecionador, com indicação do corpo médico gabonês, falhou os dois primeiros jogos da equipa africana na CAN, um deles por estar em isolamento, pelo que não somou minutos nesta edição da prova.

O avançado testou positivo à chegada aos Camarões, quatro dias antes da estreia do Gabão na CAN, pelo que não defrontou a Comores, e não esteve igualmente no encontro com o Gana, por aconselhamento dos médicos da CAF, apesar de, nessa altura, ter testado negativo ao coronavírus.