Atlético ganha, Real Madrid também: título espanhol decide-se na última jornada

Atlético ganha, Real Madrid também: título espanhol decide-se na última jornada
Redação com Lusa

Equipa de João Félix esteve a perder, mas venceu o Osasuna por 2-1. Tem dois pontos de vantagem para o Real Madrid, que triunfou em Bilbau por um golo sem resposta. Barcelona fora das contas do título.

O Atlético de Madrid teve de operar a reviravolta sobre o Osasuna (2-1) para segurar a liderança da Liga espanhola de futebol e ficar mais perto do título campeão, em jogo da 37.ª e penúltima jornada.

Quando Ante Budimir marcou o golo do Osasuna, aos 76 minutos, o Atlético caía para o segundo lugar do campeonato e entregava a liderança ao Real Madrid, que, à mesma hora, vencia o Atlético de Bilbau por 1-0, com um tento de Nacho, aos 68.

Os merengues passavam a ter provisoriamente mais um ponto do que os colchoneros e iriam entrar na última ronda em vantagem para revalidar o título conquistado na época passada.

Contudo, a formação comandada por Diego Simeone não desistiu e acabou mesmo por recuperar o primeiro posto, graças a uma reviravolta iniciada pelo brasileiro Renan Lodi, aos 82 minutos, após passe do recém-entrado João Félix, e consumada pelo uruguaio Luís Suárez, aos 88.

O Atlético segurou, assim, o primeiro lugar, com 83 pontos, mais dois do que o Real Madrid (81), segundo, e mais sete face ao Barcelona (76), que ficou definitivamente afastado da luta pelo título e pela segunda posição, tendo em conta o desaire por 2-1 na receção ao Celta de Vigo.

Em Camp Nou, o 30.º golo de Lionel Messi, aos 28 minutos, revelou-se insuficiente para as aspirações dos catalães, que permitiram que os galegos dessem a volta ao resultado, com um "bis" de Santi Mina, aos 38 e 89 minutos, numa partida na qual o internacional luso Francisco Trincão foi lançado na segunda parte.

Apesar do triunfo, o Celta, oitavo classificado, disse ficou sem possibilidade de alcançar um lugar europeu, já que o Villarreal, sétimo, surpreendeu por 4-0 o Sevilha, quarto colocado, e garantiu uma vantagem de cinco pontos sobre a formação de Vigo.

O colombiano Carlos Bacca, com um "hat-trick", aos 34, 47 e 79 minutos, e Gerard Moreno, aos 66, construíram a goleada do "submarino amarelo", finalista da Liga Europa, que segue com os mesmos pontos 58 pontos do Bétis, sexto e que venceu por 1-0 em Huesca, com uma grande penalidade convertida por Borja Iglesias, aos 57.

As últimas três vagas europeias só ficarão definidas na última jornada, já que a Real Sociedad goleou por 4-1 o Valladolid e ocupa a quinta posição, com apenas mais um ponto do que Bétis e Villarreal.

Os bascos marcaram por Alexander Isak, aos seis e 16 minutos, David Silva, aos 28, e Adnan Januzaj, aos 35, enquanto Marcos André "faturou" para o Valladolid, aos 82, numa altura em que o português Jota já tinha sido substituído.

Com um bis do internacional português Gonçalo Guedes, aos três e 49 minutos, e outro de Carlos Soler, aos 19 e 30, o Valência, que ainda contou com Thierry Correia em campo, bateu o Eibar por 4-1 e sentenciou a descida da equipa na qual alinham Paulo Oliveira, Kévin Rodrigues e Rafa Soares ao segundo escalão.

O conjunto basco, 20.º e último classificado, é mesmo o único com a despromoção confirmada à entrada para a derradeira jornada, na qual Valladolid (19.º, com 31 pontos), Elche (18.º, com 33) e Huesca (16.º, com 33) vão lutar por escapar à descida.

Por outro lado, Alavés e Getafe "carimbaram" a manutenção nesta penúltima jornada. A formação de Vitória venceu por 4-2 o Granada, que utilizou Domingos Duarte e Domingos Quina durante o encontro, enquanto os madrilenos bateram o Levante, de Rúben Vezo, por 2-1.