Garantem que eliminação do Racing na Libertadores começou no balneário

Garantem que eliminação do Racing na Libertadores começou no balneário
Redação

Diretor desportivo e vice-presidente envolveram-se em discussão acesa, no balneário, antes do jogo.

O Racing Club foi esta quinta-feira eliminado nos quartos de final da Taça Libertadores pelo Boca Juniors, depois de uma vitória, por 1-0, em Avellaneda e uma derrota, por 2-0, no La Bombonera.

No entanto, a imprensa argentina garante que o Racing Club "começou a perder" ainda no balneário.

Ao que tudo indica, o diretor desportivo do clube, Gabriel Milito, discutiu com Adrián Fernández, o vice-presidente do emblema de Avellaneda, com quem Milito já teria entrado em desentendimento em ocasiões anteriores.

O jornal Olé avança que, desta vez, a forte discussão começou quando Adrián Fernández entrou no balneário sem ter permissão para tal, pelo que Milito terá pedido aos seguranças que o retirassem. Seguiu-se uma troca de insultos e o treinador Sebástian Becaccece, assim como alguns jogadores, colocaram-se ao lado do diretor desportivo.

No final do jogo, o presidente do clube, Víctor Blanco, de 74 anos, teve de ser assistido no hospital, sendo que após alguns exames, o diagnóstico foi um "pico de stresse".

De recordar que o capitão de equipa do Racing é o antigo avançado do FC Porto Lisandro López, agora com 37 anos.