Exclusivo Anton Ferdinand: de insultado por John Terry a caça-racistas

Anton Ferdinand: de insultado por John Terry a caça-racistas
Filipe Alexandre Dias

Há um jogo contra o racismo que dura desde 2011. É o do antigo central Anton Ferdinand, que após ser insultado por John Terry viu a carreira fugir-lhe. Hoje, é um vigilante antirracismo. Esta é a sua história

Anton Ferdinand nem tinha ouvido bem o que lhe dissera John Terry logo após o "seu" Queens Park Rangers derrotar o Chelsea do capitão da seleção inglesa. Recordava-se só de ter entrado numa acesa troca de palavras com o central ainda dentro de campo.

Reconheceu que ele próprio também se excedera no verbo, mas só vira o esgar de raiva do defensor dos blues na sua direção e não foi capaz nem de o escutar nem de lhe ler os lábios. Ao chegar a casa, um familiar mostrou-lhe um vídeo em que se percebia, sem lugar a dúvidas, que Terry vociferava insultos de teor racista na direção do irmão mais novo de Rio Ferdinand.