Antigo jogador do Chelsea defende Abramovich e quer financiar tarja de apoio

Antigo jogador do Chelsea defende Abramovich e quer financiar tarja de apoio
Redação

John Terry pretende juntar-se a adeptos do clube inglês que querem homenagear o oligarca russo, acusado de ter ligações com Vladimir Putin

O antigo capitão do Chelsea, John Terry, esteve ligado ao clube durante cerca de 20 anos como jogador, e muitos desses anos com Roman Abramovich como proprietário. Agora, já retirado, pretende financiar uma tarja de apoio ao oligarca russo, que irá abandonar os Blues, como consequência das sanções aplicadas ao próprio, relacionadas com a invasão russa na Ucrânia.

Após um utilizador do Twitter, @onlyapound , ter feito um apelo para angariar 3200 libras, pouco mais de 3800 euros, tendo em vista a criação de uma tarja de agradecer ao oligarca russo, Terry respondeu perentoriamente que sim e referiu-se a Abramovich como "Melhor proprietário".

Roman Abramovich é um de vários oligarcas que foi sancionado com o congelamento de ativos, pelas ligações a Vladimir Putin, presidente da Rússia, na sequência da invasão russa à Ucrânia, estando por isso forçado a vender o clube londrino.