Sterling explica mudança para o Chelsea: "Não queria perder tempo"

Sterling assinou com o Chelsea por cinco épocas

 foto Reprodução/Chelsea

Internacional inglês explicou que não queria assistir ao próprio "declínio" no Manchester City, devido a considerar que iria ter menos minutos em campo esta temporada.

Raheem Sterling trocou neste verão o Manchester City, onde esteve durante sete temporadas, pelo Chelsea, que pagou cerca de 56 milhões de euros pela sua contratação, de acordo com a Imprensa britânica.

O extremo inglês, de 27 anos, aproveitou a conferência de antevisão à segunda jornada da Premier League, na qual os blues recebem o Tottenham, para justificar a mudança, explicando que não queria "perder tempo".

"Senti que o meu tempo de jogo no City seria cada vez mais limitado, devido a várias razões. Não queria perder tempo. Não queria olhar para a frente, ver o meu auge e depois um declínio. Precisava de um novo desafio. Desde os 17 anos que sou um titular regula. Chegar ao meu auge e não jogar regularmente... Não podia aceitar isso. Tento sempre lutar e mudar os cenários, mas isso não aconteceu, portanto foi o fim", justificou.

Já sobre a escolha do Chelsea para próximo clube, depois de já ter passado pelo Liverpool e Man. City, dois habituais rivais na Premier League, Sterling referiu que os blues demonstraram muita qualidade num passado recente e que, daqui para a frente, "só vão ficar melhores".

"Olhas para o Chelsea nos últimos anos, e penso que chegaram a quatro ou cinco finais. É uma equipa competitiva e que só vai ficar melhor. Com os novos donos, foi algo que fez sentido", concluiu.