Confira qual o encaixe financeiro do Palmeiras com a conquista da Taça Libertadores

Palmeiras venceu a Taça Libertadores pelo segundo ano consecutivo

 foto AFP

Clube brasileiro recebeu mais um cheque chorudo da CONMEBOL, ao qual se junta também a compensação dada pela nova direção palmeirista

Além do palmarés mais preenchido, com o terceiro troféu da maior prova da América do Sul, o cofre do Palmeiras ficou ainda mais composto. O "Verdão" encaixou, pela prestação vitoriosa na Taça dos Libertadores, um prémio de 19,8 milhões de euros.

Com 6,60 milhões de euros acumulados desde a disputa da fase de grupos até às meias-finais da histórica competição, o Palmeiras recebeu mais 13,25 milhões de euros apenas por derrotar o Flamengo na final disputado em Montevideu (Uruguai).

Por sua vez, o "Mengão" encaixou 5,3 milhões de euros ao ser o finalista vencido da 60.ª edição da Taça Libertadores, o que perfaz um prémio total de 12 milhões de euros dado o seu desempenho na competição, culminada no passado sábado.

A CONMEBOL pagou 2,60 milhões de euros pela qualificação na fase de grupos, 0,93 ME pela passagem aos quartos, 1,33 ME pela qualificação para as meias-finais e 13,25 ME por colocar as mãos no troféu e, ainda, 5,3ME ao clube derrotado na final.

Para além do prémio atribuído pela organização, a nova direção do Palmeiras, presidida por Leila Pereira, irá distribuir uma recompensa de dois milhões de euros pelo plantel e staff liderados pelo técnico português Abel Ferreira.