Nova regra da UEFA obrigaria Juventus e FC Porto a penáltis: eis os detalhes

Golo de Adrien Rabiot apontado ao FC Porto, a 9 março 2021

 foto EPA/ALESSANDRO DI MARCO

Se for em frente a nova lei, a partir da próxima época o fator casa deixa de contar para os resultados do prolongamento

A UEFA apresta-se para introduzir uma novidade em relação aos golos apontados fora de casa, segundo garante o The Sun.

O jornal inglês avança que a nova regra será aprovada na sexta-feira e entra em vigor já na próxima época.

A partir dessa altura, os golos fora de casa continuam a valer por dois, mas apenas se forem apontados nos 90' (mais tempo de compensação). Caso tal suceda no prolongamento, os golos deixam de ter esse valor extra.

A regra é fácil de explicar se tomarmos como exemplo a recente eliminatória entre Juventus e FC Porto, a contar para os oitavos de final da Champions.

O FC Porto venceu 2-1 em casa e o resultado repetiu-se no jogo fora, o que obrigou a um prolongamento. Nesse prolongamento, Sérgio Oliveira marcou aos 115' e Rabiot aos 117', o que garantiu o apuramento dos dragões graças ao golo apontado fora de casa.

Ora, com a nova regra, as duas equipas teriam jogado um desempate por grandes penalidades, uma vez que o 1-1 no prolongamento não apresentaria qualquer valor extra aos portistas por terem marcado fora de casa.

Sempre que houver prolongamento, os golos apontados são independentes do fator casa ou fora. Se houver empate no prolongamento, vai-se para penáltis. Se uma equipa marcar mais golos do que a outra, está apurada, independentemente do local onde se dispute o jogo.