Newcastle foi um dos grandes investidores do verão, mas enfrenta um problema

Newcastle

 foto AFP

O jornal The Telegraph avança que o clube está a gastar mais dinheiro nos salários de atletas cedidos e que não contam para o treinador do que no vencimento do jogador mais bem pago da equipa.

O Newcastle, que foi recentemente adquirido por um abastado consórcio saudita, foi um dos emblemas que mais investiu no passado mercado de verão. Ao todo, foram 136 milhões de euros (M€) gastos nas contratações de nomes como Alexander Isak (ex- Real Sociedad, 70M€), Sven Botman (ex- Lille, 37M€) ou Matt Targett (ex-Aston Villa, 17,5M€).

Porém, o emblema inglês está a contas com um problema exposto esta quinta-feira pelo jornal The Telegraph, que garante que quatro nomes que não contam para o treinador Eddie Howe e que foram emprestados à segunda divisão inglesa neste verão estão a protagonizar uma "sangria salarial" nos magpies.

Jeff Hendrick (Reading), Isaac Hayden (Norwich), Dwight Gayle (Stoke City) e Ciaran Clark (Sheffield United) são os jogadores em causa, sendo que a fonte avança que o acumular dos salários do quarteto ultrapassa o valor respetivo ao vencimento por temporada de Kieran Trippier, o jogador mais bem pago da equipa, que rondará os 7,5 milhões de euros.

A solução para este problema deverá passar pela venda destes jogadores nos próximos defesos, apesar de que as suas idades (só Hayden tem menos de 30 anos), façam prever que o retorno não deverá compensar o gasto que implicaram ao longo deste ano.

O Newcastle ocupa a décima posição da Premier League, com oito pontos somados, após um arranque de temporada que ficou marcado pelo emocionante 3-3 na receção ao Manchester City, mas que não tem sido globalmente positivo - apenas uma vitória em oito jornadas disputadas.