La Liga nega inscrições e obriga Barcelona a vender mais ativos

Sergi Roberto, Lewandowski e Raphinha ainda não podem ser inscritos

 foto EPA/Alejandro Garcia

Clube catalão falou com Busquets para baixar o vencimento e analisa vender mais 24% de Barça Studios (direitos televisivos)

O Barcelona está a fazer uma aposta quase "all in" para ter uma equipa de sonho já em 2022/23 que faça esquecer as más campanhas recentes. Com reforços sonantes como de Lewandowski, Kessié, Koundé, Christensen e Raphinha, o investimento chegou aos 153 milhões de euros, mas o fair-play financeiro de La Liga é rigoroso e, mais uma vez, os catalães enfrentam problemas para inscrever jogadores, como aconteceu nas duas janelas de mercado da última temporada.

A La Liga, apesar de o Barcelona ter vendido vários ativos e feito um encaixe anunciado de 868 milhões de euros, negou a inscrição de novos jogadores aos catalães. De novos jogadores e de Sergi Roberto, Gavi e Dembélé, que também não estão inscritos.

Os catalães já fizeram ao todo três vendas de ativos (de direitos televisivos, NFT, Tokens e Metaverso), conseguiu encaixe do patrocínio do estádio (Spotify Camp Nou) e vendeu ainda jogadores, um bolo que o clube afirma ter ascendido a 868 milhões de euros. Agora, analisam a venda de mais 24,5% de Barça Studios por cem milhões de euros, à empresa proprietária do Cirque du Soleil, a GDA Luma. O Barcelona anunciou ainda que vai ter o patrocínio da White Bit, empresa de criptomoedas, na manga da camisola.

Há dias, recorde-se, rebentou uma bomba para os catalães. Segundo várias publicações espanholas, os tais 868 milhões de euros tinham sido "inflacionados" pelo clube com 150 milhões de fundos próprios, numa alegada tentativa de enganar a La Liga. Os auditores do Barcelona defendem a legalidade da operação, mas La Liga não foi em cantigas, não teve o mesmo entendimento e não contabilizou esse valor.

Outra medida que está a ser analisada é a redução de salários de pesos pesados e nesse sentido o El Mundo Deportivo noticiou que o presidente Joan Laporta já se reuniu com o capitão Sergi Busquets para ver a sua disponibilidade para fazer cedências desse tipo, e Piqué e Jordi Alba também estão na lista. Uma eventual saída de Frenkie de Jong, muito desejada pelo clube, também ajudaria os catalães neste processo.

A estreia do Barcelona no campeonato espanhol está marcada para sábado, contra o Rayo Vallecano, e os reforços ainda não devem ir a jogo.