Jogadores do Bétis viram-se contra Lopetegui: "Encorajou o Jordán a deitar-se no chão"

.

 foto EPA

.

 foto AFP

Jogadores do Bétis parecem considerar que Joan Jordán estava em condições de continuar a jogar, mas foi aconselhado por Lopetegui a atirar-se para o chão. Os atletas não deixaram de repudiar a atitude do adepto do Bétis que lançou um tubo para dentro de campo, atingindo o médio do Sevilha.

Pouco depois da suspensão do Bétis-Sevilha, e através das redes sociais, vários jogadores da equipa da casa reagiram ao caso, lamentando que tenha sido lançado um objeto vindo das bancadas, mas também acusando Lopetegui, treinador do rival, de sugerir a Joan Jordán, o médio atingido por um tubo, para que fingisse estar mal tratado.

"A ação de alguém que não representa os nossos adeptos é embaraçosa e injustificável. Espero que Joan Jordán esteja bem, embora todos nós tenhamos ouvido (incluindo o quarto árbitro) como o seu treinador o encorajou a ficar zonzo e a atirar-se para o chão. Com este tweet não estou a dizer que Joan fingiu ou simulou alguma coisa, estou apenas a dizer o que ouvi em campo', escreveu o médio Victor Camarasa, no Twitter.

Também Cristian Tello, avançado ex-FC Porto, comentou o sucedido. "Antes de mais, quero expressar o meu total repúdio a qualquer ato de violência. A atitude desse indivíduo não representa os nossos adeptos. Por outro lado, todos os que estiveram em campo foram testemunhas de todos os momentos que o nosso rival estava a procurar: não jogar", atirou.

Juan Miranda foi na mesma linha dos companheiros de equipa. "Condeno totalmente o que aconteceu nas bancadas e espero que Jordan esteja bem. Todos ouvimos como o seu treinador o encorajou a deitar-se no chão e ficar zonzo. Sabia o que estava a fazer", lê-se no Twitter do lateral-esquerdo do Bétis.