Gerrard pode ajudar o Liverpool: "É dececionante quando se fala de integridade..."

Steven Gerrard, treinador do Aston Villa

 foto AFP

Antes da jornada que vai definir o campeão, o lado afetivo do treinador do Aston Villa veio à baila, mas este desvalorizou-o. Já os dois candidatos pregaram "respeito" pelo antigo internacional inglês.

Só no domingo ficará a conhecer-se o campeão de Inglaterra, depois de uma acesa luta entre Manchester City e Liverpool, que chegam à derradeira jornada separados por um ponto. Líderes, os citizens ambicionam repetir os cenários de 2012, 2014 e 2019, anos em que celebraram no último encontro e quis o destino que os festejos possam ser estragados por Steven Gerrard, glória do Liverpool, hoje ao leme do Aston Villa, adversário do emblema de Manchester.

Com 710 desafios e 186 golos marcados em 17 anos nos reds, Gerrard nunca se sagrou campeão, mas pode ter um papel determinante e ajudar o clube do coração. O lado afetivo marcou as antevisões e o antigo médio mostrou-se desagradado.

"É dececionante quando se fala de integridade. Vamos dar tudo para pontuar. Se isso acaba por ajudar o Liverpool, será fantástico, mas a minha prioridade é o Villa", disse o antigo médio e treinador do Aston Villa, 14.º classificado.

Só a pensar no triunfo, Pep Guardiola relativizou a situação. "Disse aos jogadores que é apenas um jogo. Não pode haver ansiedade ou nervosismo. Não vamos pensar no que pode acontecer se perdermos", referiu Guardiola, técnico do City, que esta temporada voltou a hipotecar o sonho de vencer a Champions.

A depender de um deslize do City e de vencer o Wolverhampton de Bruno Lage para prosseguir a busca pelos quatro troféus da época, Jurgen Klopp compreende que se fale em paixão clubística.

"Se eu jogasse e pudesse ajudar o Dortmund ou o Mainz, teria motivação extra. Não jogo nem o Stevie [Gerrard]. Nem preciso de lhe telefonar para saber que encara o jogo com seriedade. O Villa jogará para vencer e se não estiver bem, sofrerá facilmente cinco ou seis golos", comentou o timoneiro do Liverpool, entre elogios a Bruno Lage. Já afastado da luta europeia, o técnico dos Wolves assegurou que irá a Anfield para pontuar. "Temos um bom registo contra este tipo de equipas", disse o técnico luso.