Bola de Ouro 2021: recorde tudo o que aconteceu na cerimónia

.

 foto Ballon d'Or #ballondor

A revista francesa France Football entrega esta segunda-feira a Bola de Ouro. De recordar que em 2020 a revista optou por não entregar o prémio, devido à pandemia de covid-19.

Os anos de Bola de Ouro para Messi:

2009

2010

2011

2012

2015

2019

2021

Robert Lewandowski acaba como segundo melhor futebolista do planeta de 2021

Chelsea é o clube do ano de 2021

Vai ser agora entregue o prémio de melhor guarda-redes

Momento forte de emoção no palco da gala da Bola de Ouro, com a história de Alexia Putellas a ter grande destaque. A jogadora do Barcelona foi eleita como a melhor do planeta

Eis o top-10 da Bola de Ouro Feminina:

10. Fran Kirby

9. Jessie Fleming

8. Ashley Lawrence

7. Pernille Harder

6. Christine Sinclair

5. Lieke Martens

4. Vivianne Miedema

3. Sam Kerr

2. Jenni Hermoso

1. Alexia Putellas

O ano de Pedro, em resumo:

Vencedor da Copa do Rei

Melhor jogador jovem do Euro 2020

Melhor onze do Euro 2020

Medalha de prata nos Jogos Olímpicos

Golden Boy

Troféu Kopa

24.º na Bola de Ouro

O polaco é o primeiro vencedor deste novo prémio, depois de bater o recorde de 41 golos numa época na Bundesliga. Um recorde que pertencia a Gerd Muller

Na gala, vê-se agora um top-10 dos melhores golos de Lewandowski no ano de 2021

É apresentado, agora, o prémio de avançado do ano

Pedri sucede a Mbappé, que venceu o prémio em 2018, e a De Ligt, que venceu e 2019

Ranking do prémio Kopa:

9. Giovanni Reyna e Jeremy Doku

8. Ryan Gravenberch

7. Florian Wirtz

6. Bukayo Saka

5. Mason Greenwood

4. Nuno Mendes

3. Jamal Musiala

2. Jude Bellingham

1. Pedri

Nuno Mendes acabou em quarto lugar no prémio Kopa

Será agora entregue o prémio Kopa, que distingue o melhor sub-21 da Europa. Nuno Mendes é um dos nomeados

Cristiano Ronaldo não está presente, como já fez questão de referir, mas nas imagens já foi possível ver Nuno Mendes, lateral do PSG

Pedri e Kylian Mbappé autografaram camisolas das suas seleções para Fernando Alonso e Esteban Ocon e fecharam com boa disposição o início da gala da Bola de Ouro

As duas Bolas de Ouro, masculina e feminina, chegam à gala e ao palco

Começa a cerimónia da Bola de Ouro

Eis os 10 nomeados que ainda não sabem a sua classificação final. Aqui, está o Bola de Ouro 2021:

Benzema

Mbappé

Kanté

Donnarumma

Jorginho

De Bruyne

Lewandowski

Messi

Cristiano Ronaldo

Salah

A cerimónia, por seu lado, está agendada para as 19h30.

O nome do vencedor é conhecido esta segunda-feira e, tudo aponta, será Lewandowski ou Messi. Os portugueses Cristiano Ronaldo, cinco vezes vencedor do prémio, e Bruno Fernandes foram nomeados, mas não são candidatos ao triunfo.

A juntar ao sucesso da Argentina, que não perde um jogo desde 2019, o agora jogador do PSG, de 34 anos, ainda venceu a Taça do Rei e foi o melhor marcador da Liga espanhola, pela oitava vez, na despedida do Barcelona.

Depois de sucessivas frustrações, em forma de finais perdidas, Messi conseguiu conduzir a Argentina à vitória na Copa América, selada em pleno Maracanã, com um triunfo sobre o Brasil por 1-0, numa prova em que foi o melhor jogador, marcador e rei das assistências, além de totalista (630 minutos).

O argentino ainda é, assim, o detentor do título, sendo que, depois de seis vitórias marcadas pelo que fez ao serviço do Barcelona, um eventual triunfo em 2021 assentava-lhe na perfeição pelo trajeto na seleção "albi-celeste".

Messi ganhou o troféu em 2009, quando era só responsabilidade do France Football, em 2010, 2011, 2012 e 2015, numa associação da revista francesa à FIFA, e ainda em 2019, de novo sem a chancela da organização que superintende o futebol mundial.

Os votantes podem, assim, ter querido compensar o polaco pelo facto de o prémio não ter sido atribuído em 2020, em vez de dar mais um troféu ao argentino Lionel Messi, que já é o líder isolado do ranking de vitórias na Bola de Ouro, com seis.

Ainda assim, e individualmente, o avançado do Bayern Munique foi o melhor marcador da Bundesliga, com um recorde de 41 golos - superando os 40 de Gerd Müller, em 1972/73 -, que lhe valeram a conquista da sua primeira Bota de Ouro.

Na época 2019/20, os bávaros venceram tudo, incluindo a Liga dos Campeões, liderados pelo polaco, mas, em 2020/21, o cenário foi bem diferente, com os germânicos a mandarem apenas em "casa" e com Lewandowski também incapaz de fazer a Polónia brilhar no Euro'2020 (caiu na fase de grupos), disputado em 2021.

O avançado do Bayern, de 33 anos, teria, sem qualquer dúvida, vencido o prémio em 2020, mas teve de se contentar "apenas" com o galardão de melhor jogador da FIFA, o ‘The Best’, o outro ‘grande’ troféu individual do futebol.

A Bola de Ouro não foi entregue o ano passado, por decisão da revista, devido à pandemia de covid-19, e esse será o motivo principal para Lewandowski surgir forte na corrida, já que, coletivamente, nada venceu de relevante.

As casas de apostas também apontam os dois jogadores como os principais candidatos - dando mais força ao nome de Lionel Messi -, pelo que, a menos que aconteça uma grande surpresa, será mesmo um deles a receber o prémio.

Os dois jogadores já foram apontados como vencedores, e foram os únicos: o avançado do Bayern Munique após a divulgação de uma suposta lista com os resultados finais da votação e o reforço do PSG numa notícia da portuguesa RTP.

Robert Lewandowski, em estreia, ou o argentino Lionel Messi, pela sétima vez, são os mais fortes candidatos ao prémio de jogador do ano.

A revista francesa France Football entrega esta segunda-feira a 65ª Bola de Ouro.