Ajax pretende terminar contrato de jovem jogador ligado à máfia

Ihattaren, após marcar num amigável frente ao SC Paderborn 07

 foto AFP

Mohamed Ihattaren encontra-se cedido por empréstimo da Juventus.

O jovem neerlandês figura mais uma polémica. Mohamed Ihattaren tem sido ligado à organização criminosa "Mocro Maffia", que opera nos Países Baixos e na Bélgica. Esta organização tem atualmente vários membros a ser julgados no "caso Marengo", que investiga assassinatos, entre outros delitos.

De acordo com o De Telegraaf, um dos arguidos nesta operação apareceu ao julgamento num carro pertencente a Ihattaren, sendo que, alguns minutos depois, esse mesmo carro apareceu queimado.

Segundo o jornalista e ex-polícia John Van den Heuvel, Ihattaren "está demasiado próximo das pessoas envolvidas nos crimes".

O Ajax, garantem nos Países Baixos, está a fazer de tudo para terminar o contrato de empréstimo do jovem jogador de 20 anos.

Recorde-se que Ihattaren ponderou terminar precocemente a carreira, após lutar contra uma depressão devido ao falecimento do pai, em 2019. Destacou-se no PSV, antes de ser contratado pela Juventus. Em 2021/22 realizou apenas um jogo na principal equipa do Ajax.