Abel Ferreira faz história: Palmeiras vence o Flamengo e é tricampeão da Libertadores

Raphael Veiga marcou o primeiro golo do Palmeiras

 foto Cesar Greco/Palmeiras

Treinador português conseguiu o segundo título consecutivo da maior competição sul-americana.

A bandeira portuguesa voltou ao lugar mais alto do futebol sul-americano pela terceira vez consecutiva. Pela segunda vez, com Abel Ferreira a conduzir o Palmeiras a mais um título continental. O tricampeonato (o primeiro em 1999), conquistado diante do Flamengo este sábado, em Montevidéu, definitivamente coloca o treinador natural de Penafiel na galeria dos maiores da história do Verdão.

O título duplo seguido do português iguala o feito de dois gigantes do futebol sul-americano: Telê Santana, campeão com o São Paulo, nos anos 1992 e 1993, e Carlos Bianchi, com o Boca Juniors, em 2000 e 2001. E Supera Luiz Felipe Scorali, antigo selecionador português, que tinha uma conquista continental com o alviverde em 1999.

Assim como no ano passado, quando venceu o Santos (1-0), a final entre equipas brasileiras teve mesmo requintes de emoção. Após empatar no tempo regular (1-1), o Palmeiras precisou do prolongamento para superar o Flamengo, equipa campeã com Jorge Jesus em 2019.

Raphal Veiga abriu o marcados no minuto 5. Na segunda parte, Gabigol deixou tudo igual no estádio Centenário, aos 72'. Com uma maioria de adeptos rubro-negros no lendário palco uruguaio, o título pareceu ficar ainda mais distante para Abel Ferreira.

Porém, já no prolongamento, o Verdão foi mais estável no jogo. Mais forte fisicamente e emocionalmente. E chegou ao golo da vitória (e do título) no minuto 95 com um jogador lançado por Abel no decorrer do jogo: Deyverson. No final, festa alviverde - e portuguesa - no Uruguai.