"A bancarrota está à porta e o Barcelona faz ofertas de milhões de euros por Lewandowski..."

Robert Lewandowski

 foto AFP

Uli Hoeness, presidente honorário do Bayern, deixa muitas críticas à forma de atuar do Barcelona.

A novela sobre o futuro de Robert Lewandowski parece não ter fim à vista. Depois de Hasan Salihamidzic, diretor desportivo do Bayern, garantir que Sadio Mané não chegou ao emblema bávaro para substituir ninguém, desta feita é o presidente honorário do clube, Uli Hoeness, a dizê-lo e a deixar duras críticas ao Barcelona por querer contratar o avançado polaco, tendo em conta a atual frágil situação financeira do clube espanhol.

"O Barcelona quer contratar Lewandowski quando há seis meses tinha uma dívida de mil milhões de euros", começou por dizer Hoeness, citado pelo jornal "The Mirror".

"Na Alemanha, eles já estariam na bancarrota há muito tempo. O juiz da bancarrota está à porta e eles estão a fazer ofertas de milhões de euros por um jogador do Bayern", continuou, antes de concluir, reforçando a ideia do diretor desportivo Hasan Salihamidzic:

"A nossa posição é clara: Lewandowski tem contrato até ao verão de 2023. Contratámos Sadio Mané para aumentar a competição dentro da nossa equipa. Queremos reforçar a luta pelas posições na equipa. A contratação de Mané vai baralhar as cartas para os atacantes. Nunca pensámos em deixar sair alguém quando o contratámos."