"Abel Ferreira é pessoa muito estudiosa e tudo o que lhe está a acontecer não é por acaso"

"Abel Ferreira é pessoa muito estudiosa e tudo o que lhe está a acontecer não é por acaso"
Redação com Lusa

Marcos Evangelista de Morais, conhecido por Cafu, é recordista de internacionalizações pela seleção do Brasil, ao serviço da qual fez 142 partidas e cinco golos

Seduzidos pelo sucesso de Jorge Jesus no Flamengo (2019-2020), os clubes brasileiros elevaram a aposta em treinadores lusos, sendo que Abel Ferreira comanda há cerca de um ano e meio o Palmeiras, emblema no qual competiu Cafu entre 1995 e 1997.

"O futebol é amplo e aberto a todo o mundo. O Jorge Jesus fez um trabalho fantástico, levando o Flamengo a ganhar o campeonato e a Taça dos Libertadores e a chegar ao Mundial de clubes. Deixou a sua marca como grande treinador no Brasil, ganhou cinco títulos e tudo isso fez com que outros técnicos também viessem para cá", disse o ex-lateral, numa entrevista à Lusa.

Jesualdo Ferreira (Santos, 2020) e António Oliveira (Athletico Paranaense, 2021) já deixaram o Brasileirão, enquanto Paulo Sousa, Vítor Pereira e Luís Castro encaram a temporada de estreia ao serviço de Flamengo, Corinthians e Botafogo, respetivamente.

"Acho boa essa interação de trazer treinadores para trabalhar em clubes no Brasil, tal como os treinadores brasileiros também foram para clubes fora do seu país. O mundo modernizou-se bastante e os brasileiros foram à procura dos melhores. Esses dois treinadores [Abel Ferreira e Jorge Jesus] fizeram a diferença no Brasil", notou Cafu.

Abel Ferreira conquistou duas Taças dos Libertadores (2020 e 2021), uma Taça do Brasil (2020) e uma Supertaça sul-americana (2022) pelo verdão, perdendo ainda a final do Mundial de clubes de 2021 diante dos ingleses do Chelsea (1-2, após prolongamento).

"Não me surpreendeu o sucesso dele. Quando chegou ao Brasil, conversámos bastante no centro de treinos do Palmeiras. Disse-me que tem um quadro meu gigante em casa e eu era uma das suas referências. É uma pessoa muito estudiosa e tudo o que lhe está a acontecer não é por acaso. Existe um grupo por detrás disso para fazer com que chegue ao êxito da maneira que chegou", finalizou o ex-defesa, membro da Academia Laureus.

Marcos Evangelista de Morais, conhecido no mundo do futebol por Cafu, é recordista de internacionalizações pela seleção do Brasil, ao serviço da qual fez 142 partidas e cinco golos, bem como o único jogador a disputar três finais de Mundiais (1994, 1998 e 2002).

O ex-defesa brilhou no São Paulo (1990-1994) e nos italianos da Roma (1997-2003) e do AC Milan (2003-2008), acumulando no palmarés duas Taças dos Libertadores (1992 e 1993), duas Taças Intercontinentais (1992 e 1993) e uma Liga dos Campeões (2006/07).