"A pedido de Pogba, um bruxo foi encarregue de neutralizar Mbappé"

"A pedido de Pogba, um bruxo foi encarregue de neutralizar Mbappé"
Alexandre Dionísio

Mathias, o mais velho dos irmãos Pogba, recorreu esta sexta-feira às redes sociais com novas "revelações" sobre o médio da Juventus, após ter sido detido e acusado de pertencer a um grupo que terá, alegadamente, tentado extorquir o internacional francês.

Uma dessas "revelações" diz respeito a Kylian Mbappé. O avançado guineense, de 32 anos, acusa o irmão Paul de se ter tornado num "seguidor de bruxaria" e de ter contratado um bruxo para "neutralizar" o colega de equipa na seleção francesa.

"Este indivíduo, meu irmão, começou a seguir um bruxo, que é um amigo próximo do ex-jogador Alou Diarra, que o conheceu através do jogador Serge Aurier [Nottingham Forest]. É dele que falei quando disse que havia uma pessoa que trabalhava para isolar o meu irmão", começou por dizer.

Mathias prossegue, garantindo que o médio da Juventus "lançou feitiços na direção de vários colegas, incluindo a Kylian Mbappé, por inveja ou para ganhar um jogo". A título de exemplo, alega que essa mesma situação sucedeu antes de um embate na Liga dos Campeões entre o Manchester United (ex-clube de Paul) e o PSG, em 2019.

"A pedido de Paul, o bruxo foi encarregue de neutralizar Kylian Mbappé, que naquela altura estava a desfrutar de uma ascensão muito rápida e melhor do que a fama de Paul", refere, acrescentando que terá sido o próprio bruxo a pedir o fim dos feitiços a Mbappé, devido ao risco de lhe "destruir a carreira".

"Paul fez todos os possíveis para ser próximo de Kylian, fingindo que era seu amigo. Ele ligava-lhe muitas vezes e eram vistos lado a lado. Chegou ao ponto de Kylian estar prestes a assinar o próximo contrato com o PSG sob a condição de Paul ir jogar para lá. Enquanto isso, Paul estava a fazer magia negra para sabotá-lo nestes jogos", concluiu o mais velho dos irmãos Pogba.