A discussão entre Guardiola e um jornalista após o adeus do City à Taça de Inglaterra

A discussão entre Guardiola e um jornalista após o adeus do City à Taça de Inglaterra
Vanda Pinto

Treinador do Manchester City não gostou que afirmassem que não havia prestado a atenção devida à competição.

O Manchester City foi no sábado eliminado da Taça de Inglaterra, ao sair derrotado pelo Chelsea nas meias-finais, por 1-0.

Em conferência de Imprensa no final da partida, Pep Guardiola, treinador dos citizens, teve uma discussão com um jornalista que afirmou que o técnico e a sua equipa não haviam prestado atenção à competição.

"Quando tens dois dias e meio para recuperar... Jogámos fora, viajámos três horas num comboio (na realidade foram mais de três porque estivemos uma hora parados), e todos merecem jogar... Mas não digas que não prestámos atenção [a este jogo e a esta competição]", começou por responder o treinador espanhol.

"Uma equipa que chega às fases finais de todas as competições, como podes dizer isso? Quando esta equipa ganhou quatro finais seguidas na Taça da Liga... Diz apenas que perdemos o jogo, e que quando perdes um jogo, as decisões são más. Mas é um argumento pobre. É um tão argumento pobre... Não chegámos às meias-finais da Taça de Inglaterra ou à final da Taça da Liga quatro anos seguidos, ou às meias-finais da Liga dos Campeões se não prestámos atenção a nada...", continuou.

"Di-lo antes do jogo, que o Pep [Guardiola] ou os jogadores não prestam atenção a esta competição. Di-lo antes, mas não digas depois apenas porque perdemos um jogo. E, na próxima vez, diz-me quem disse [essas coisas], não ponhas as responsabilidades nos outros, diz-me quem e eu responderei", disse ainda.

O jornalista respondeu que foram os "comentadores de televisão" e o próprio que acharam que o Manchester City havia descurado a prova, ao fazer muitas alterações no onze inicial.

"Tu também?", perguntou o espanhol, pergunta à qual o jornalista anuiu. "Tu achas que não prestámos atenção a este jogo? Achas que Sterling, Ferran Torres ou Gabriel Jesus não mereciam jogar este jogo?", respondeu ainda Guardiola.