"Conhecemos o Bale de antigamente e ele não pareceu a mesma pessoa"

"Conhecemos o Bale de antigamente e ele não pareceu a mesma pessoa"
Redação

Pat Nevin, antigo internacional escocês, não poupou nas críticas ao desempenho do capitão galês frente ao Irão, dizendo que "não teve qualquer impacto e nem tentou passar por um único adversário".

O Irão venceu esta sexta-feira o País de Gales por 2-0, em jogo da segunda jornada do grupo B do Mundial'2022, um resultado que deixa os galeses com um pé fora da competição, uma vez que já não dependem apenas de si mesmos para passaram aos oitavos de final.

Ora, em reação à partida, o antigo internacional galês James Collins admitiu que Gareth Bale, capitão e estrela maior do País de Gales, "não tem estado ao nível esperado".

"Não podemos continuar a depender de Bale para nos salvar de problemas com algo mágico ou um golo do outro mundo. Ele sabe que não tem feito exibições com o mesmo nível a que estamos habituados, esperamos mais dele", lamentou, em declarações à BBC Radio 5.

Já Pat Nevin, antigo internacional escocês, foi mais longe nas críticas ao antigo extremo do Tottenham e Real Madrid e que atualmente veste as cores do Los Angeles, na Liga dos Estados Unidos (MLS).

"Se o seu nome não fosse Gareth Bale, ele teria sido substituído durante o jogo e não jogaria o próximo. Ele não teve qualquer impacto e nem tentou passar por um único adversário. Conhecemos o "Conhecemos o Bale de antigamente e ele não pareceu a mesma pessoa", rematou.

O outro jogo do grupo B do Mundial'2022 vai ser disputado às 19h00 e será determinante para o futuro do País do Gales na prova.