Treinador com maior salário do Mundial'2022 foi eliminado, o menos bem pago está nos "oitavos"

Aliou Cissé

 foto EPA

Aliou Cissé, selecionador do Senegal, conseguiu o apuramento na última jornada e vai medir forças com a Inglaterra. Hansi Flick e a Alemanha já foram eliminados, caindo pela segunda fase de grupos consecutiva

O dinheiro não é tudo e no futebol essa regra universal também faz o seu sentido. Pelo menos no Mundial'2022, aconteceu algo, no mínimo, curioso, que a imprensa espanhola tratou de destacar: o selecionador mais bem pago foi eliminado na primeira fase e o menos bem pago seguiu para os oitavos de final.

Como trata de destacar o AS, Hansi Flick, que aufere cinco milhões e meio por ano, não conseguiu ultrapassar a concorrência do Japão e caiu, com a sua Alemanha, na fase de grupos. Aliou Cissé, que ganha 45 mil euros, ultrapassou o Equador e seguiu com o Senegal para os oitavos.