Martino deixa comando do México: "O meu contrato terminou quando o árbitro apitou"

Gerardo Martino

 foto AFP

Declarações de Gerardo Martino, selecionador do México, que venceu esta quarta-feira a Arábia Saudita por 2-1, uma vitória insuficiente para impedir a eliminação do Mundial'2022.

Eliminação: "Sou o maior responsável por esta terrível deceção e por esta frustração. Assumo integralmente a responsabilidade por este fracasso [a eliminação da seleção mexicana na fase de grupos do Mundial'2022]".

Futuro? "O meu contrato [com a Federação Mexicana de Futebol] terminou quando o árbitro [Michael Oliver] apitou para o fim".

México despede-se com vitória: "Foi o nosso melhor jogo, aquele em que criámos mais situações de golo. Poderíamos ter marcado o número de golos de que necessitávamos [para passar], mas falhámos".

​​​​​​​O que faltou? "Devíamos ter aguentado o ritmo de jogo contra a Polónia [0-0] na segunda parte. Devíamos ter alterado alguma coisa [na equipa]. Contra a Argentina, quando estava 0-0, poderíamos ter mudado o nosso sistema tático para o habitual durante a segunda parte".