Golo anulado após o fim do jogo origina queixa da França. Veja as imagens

Griezmann pede explicações ao árbitro Matthew Conger

 foto Adrian DENNIS / AFP

O árbitro foi ver as imagens do golo de Griezmann já fora de tempo, depois de a partida ter recomeçado e... acabado. Veja o vídeo

A federação francesa apresentou uma queixa junto da FIFA por causa de um erro do árbitro Matthew Conger na partida desta quarta-feira contra a Tunísia, por ter ido ver as imagens do golo de Griezmann já depois de legalmente o poder fazer, após ter mesmo apitado para o final da partida. Seria o 1-1, mas foi anulado.

O árbitro já tinha mandado seguir a partida depois de a bola ir ao centro do campo, e imediatamente a seguir apitou para o final da partida (os jogadores até se cumprimentam e os árbitros assistentes dirigem-se para o centro do campo). Foi só dois segundos depois quando apitou de novo e foi ver as imagens, pelo que nesse momento específico já não o podia fazer.

Segundo a Lei 1.10 do VAR publicada pelo IFAB: "Se o jogo recomeçar depois de parado, o árbitro só pode proceder a uma análise em caso de confusão de identidade ou de infração passível de exclusão (violência, cuspir, morder palavras ou atos ofensivos, rudes ou abusivos)".

O golo de Griezmann, aos 90'+8' e anulado aos 90'+10' por fora de jogo, evitaria a derrota da França e permitiria aos gauleses, que defendem o estatuto de campeões do mundo, seguir em frente para os oitavos ainda invencíveis.

Veja o momento: