Néstor Pitana, o árbitro da final do Mundial que até já foi ator num filme

Néstor Pitana, o árbitro da final do Mundial que até já foi ator num filme

Argentino foi o árbitro escolhido pela FIFA para arbitrar a final do Mundial entre Croácia e França.

Néstor Pitana foi o eleito pela FIFA para arbitrar a final de domingo entre França e Croácia, que arranca em Moscovo às 16h00. O árbitro argentino, eleito um dos melhores árbitros do mundo em 2014, já tinha sido nomeado para o jogo de abertura entre Rússia e Arábia Saudita, fechando agora o Mundial com o jogo mais importante do torneio.

O árbitro argentino de 43 anos tem um passado colorido: já foi futebolista, já foi basquetebolista e já teve um papel no cinema. Foi em 1997 que Néstor teve uma aparição como guarda prisional no filme argentino La Fúria, um papel que começou e terminou a sua carreira no grande ecrã. Em 2004, o argentino começou a carreira na arbitragem e chegou à Primeira Divisão argentina em 2007.

Quanto à decisão da FIFA, o jornal argentino Olé revelou os alegados motivos que levaram à escolha de Néstor para um dos papéis principais da final, sendo que entre eles está a capacidade física, a capacidade de manter o jogo sob controlo e o facto de nenhuma das equipas ser sul-americana.