Deschamps entre o "bonito", "maravilhoso" e ainda o Europeu: "Doeu muito"

Deschamps entre o "bonito", "maravilhoso" e ainda o Europeu: "Doeu muito"

França venceu a Croácia por 4-2 e conquistou o Mundial.

A França venceu a Croácia por 4-2 e conquistou o Mundial, depois de ter perdido o Europeu para Portugal, em 2016. "É tão lindo, tão maravilhoso. Estou muito feliz por este grupo, porque começámos este percurso há muito tempo. Nem sempre foi fácil, mas à custa do trabalho, de ouvir... lá eles estão no topo do mundo durante quatro anos. É tão bonito, tão maravilhoso para os jogadores. É uma geração jovem, alguns são campeões mundiais com 19 anos (Kylian Mbappé)", começou por dizer o selecionador Didier Deschamps.

"Não penso em mim, mas obviamente é um orgulho (ser o terceiro a ser campeão do Mundo como jogador e depois como treinador). Estou aqui para cumprir metas, conquistar títulos. Doeu muito perder o título de campeão europeu há dois anos (1-0 com Portugal, no prolongamento). Acho que isso serviu-nos de exemplo, aos jogadores e a mim. Foi importante. Não fizemos um grande jogo, mas mostrámos qualidades mentais, por isso é merecido", continuou.

"O jogo pertence aos jogadores, eles são os campeões do mundo, e nós (equipa técnica) estamos ligados. Fomos 20 pessoas a fazer uma equipa durante 55 dias. Há muito, muito trabalho e agora é a suprema coroação, maravilhoso. Nós amamos os franceses. Temos orgulho de ser franceses e nos encontraremos na segunda-feira (em Paris). Viva a República!", concluiu.