Standard Liège pune claques pelos desacatos no Porto e em Guimarães

Standard Liège pune claques pelos desacatos no Porto e em Guimarães

Em comunicado, o clube belga anunciou que não vai apoiar as claques Ultras Inferno e PHK nas próximas duas deslocações da equipa

Os adeptos do Standard Liège afetos às claques Ultras Inferno e PHK, que provocaram desacatos no Porto e em Guimarães por ocasião da última jornada da Liga Europa, não contarão com apoios do clube nas duas próximas deslocação da equipa a Mouscron, já neste domingo, e a Waasland-Beveren, a 21 de dezembro. Em comunicado, citado pela RTL Sport, a direção do clube belga repudiou de forma veemente os distúrbios causados pelos claques e ameaçou que poderá manter o castigo por mais um jogo disputado fora de casa.

Além de terem protagonizado cenas de pancadaria com apoiantes ingleses do Wolverhamptohn na cidade do Porto, os mesmos adeptos ligados às duas claques do Standard acenderam tochas, atrasando o início do jogo com o V. Guimarães, e partiram 36 cadeiras no Estádio D. Afonso Henriques, o que custará uma multa pesada ao Standard, que ainda aguarda o veredicto da UEFA.

"Essas ações mancharam profundamente a imagem do Standard e dos seus adeptos", considerou a direção do Standard Liège.