Kevin Trapp recorda "invasão" de adeptos do Eintracht a Camp Nou: "O que está a acontecer?"

Kevin Trapp recorda "invasão" de adeptos do Eintracht a Camp Nou: "O que está a acontecer?"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Redação

Guarda-redes do emblema da Bundesliga assumiu ter ficado espantado, sentindo-se em solo germânico, e reconheceu ter sido um incremente motivacional

A presença de 30 mil adeptos do Eintracht Frankfurt, para assistir à segunda mão dos "quartos" da Liga Europa com o Barcelona, distribuídos por Camp Nou, causou muita surpresa por criar um cenário incomum - habitualmente vislumbrado em finais - e incumprir com os regulamentos da UEFA quanto à lotação máxima visitante.

Assim que Kevin Trapp, guarda-redes alemão do Eintracht Frankfurt, subiu ao relvado do estádio blaugrana para fazer os exercícios de aquecimento, ficou logo espantado e com a sensação de que iria jogar no reduto do clube germânico.

"Quando saí para o aquecimento, disse: "O que está a acontecer aqui?". Pensei que estava em Frankfurt, porque só via pessoas vestidas de branco", afirmou o guardião, em entrevista ao "GloboEsporte", na qual... falou em português escorreito, capacidade adquirida por namorar com uma modelo do Brasil desde 2015.

Trapp reconheceu que a "invasão" germânica foi um incremente motivacional. "Foi muito importante para nós jogadores, uma experiência inesquecível. Se jogas para uma massa adepta assim, ficas ainda mais motivado", referiu o guarda-redes.

Entretanto, intentado a evitar uma enchente de adeptos do Eintracht no Estádio de Londres, o West Ham, adversário nas "meias" da Liga Europa, colocou limitações à venda de bilhetes. Trapp desvaloriza. "Não importa quantos serão, mas estarão lá e acreditam em nós. Queremos fazer um jogo incrível para ter uma ótima posição na segunda mão, no nosso estádio", afirmou o jogador.

West Ham e Eintracht Frankfurt medem forças, esta quinta-feira, na meia-final da Liga Europa, a partir das 20 horas, em Londres. Os alemães já venceram a prova, em 1979/80, designada ainda Taça UEFA, os ingleses tentam o acesso inédito à final.