Treinador do Eintracht reconhece: "Era fora de jogo, tivemos sorte por não haver VAR"

Treinador do Eintracht reconhece: "Era fora de jogo, tivemos sorte por não haver VAR"

Adi Hütter falou de um "jogo perfeito", mas reconheceu que o primeiro golo do Eintracht foi precedido de fora de jogo.

Adi Hütter, treinador do Eintracht Frankfurt, falou na sala de imprensa depois da vitória e do apuramento para as meias-finais da Liga Europa e salientou o "jogo perfeito" da sua equipa.

"A viagem continua. Talvez seja uma surpresa para muitos. Foi uma bela noite na Liga Europa. Estamos nas meias-finais de uma competição em que eliminámos equipas como o Inter de Milão e o Benfica, e sinto-me orgulhoso de ser treinador desta equipa", começou por dizer.

Hütter diz que a primeira parte foi toda do Frankfurt, que "não concedeu chances ao Benfica". Já no segundo tempo, o Benfica mostrou ter "grande classe individual e ainda lançou jogadores como Pizzi, Salvio e Jonas".

A vitória acaba por ser justa, na opinião do técnico alemão: "Ganhámos merecidamente. É uma noite perfeita e foi um jogo perfeito. Tivemos disciplina tática, os jogadores jogaram um futebol muito inteligente. A equipa jogou bem durante os 90 minutos".

Hütter deu ainda a sua opinião acerca do lance do primeiro golo dos alemães, marcado por Kostic que "estava fora de jogo". "Tivemos sorte por não haver VAR", completou.