Premier League "condena" possibilidade de criação de uma Superliga Europeia

Premier League "condena" possibilidade de criação de uma Superliga Europeia

A Premier League emitiu um comunicado para condenar a eventual criação de uma Superliga Europeia, que reuniria os clubes mais poderosos do futebol europeu e seria uma "substituição" da atual Liga dos Campeões.

Pouco depois de ser conhecida a notícia de que cinco clubes ingleses terão dado o "sim" à criação de uma Superliga Europeia, a Premier League emitiu um comunicado a condenar "qualquer proposta que ataque os princípios da competição aberta e do mérito desportivo".

O organismo mostra-se contra a eventual criação desta nova competição para as elites do futebol europeu e explica que a prova teria um impacto "prejudicial nas perspetivas imediatas e futuras" da Premier League e dos clubes.

Refira-se que, neste domingo, o jornal "The Times" escreve que 11 clubes já deram o "sim" à entrada nesta prova, que surgiria como alternativa à Champions: Manchester United, Liverpool, Arsenal, Chelsea e Tottenham são alguns deles. Dos grandes clubes ingleses, apenas falta o Manchester City.

Adivinha-se, a julgar, por esta informação, uma verdadeira "guerra aberta", depois de a UEFA e da FIFA já terem ameaçado com sanções aos clubes que participem em competições não reconhecidas pelos dois organismos. O " The Times" fala mesmo no possível recurso aos tribunais.

Comunicado oficial da Premier League:

A Premier League condena qualquer proposta que ataque os princípios da competição aberta e do mérito desportivo que estão no centro da pirâmide do futebol nacional e europeu.

Os fãs de qualquer clube em Inglaterra e em toda a Europa podem, atualmente, sonhar que a sua equipa possa subir ao topo e jogar contra os melhores. Acreditamos que o conceito de uma Superliga Europeia iria destruir este sonho.

A Premier League orgulha-se de gerir uma competição de futebol competitiva e convincente que a tornou na liga mais vista do mundo. O nosso sucesso permitiu-nos dar uma contribuição financeira inigualável para a pirâmide do futebol nacional.

Uma Superliga Europeia minará o apelo de todo o jogo, e terá um impacto profundamente prejudicial nas perspetivas imediatas e futuras da Premier League e dos seus clubes membros, e de todos aqueles no futebol que dependem do nosso financiamento e solidariedade para prosperar.

Trabalharemos com os adeptos, a FA, EFL, PFA e LMA, bem como com outras partes interessadas, no país e no estrangeiro, para defender a integridade e as perspetivas futuras do futebol inglês, no melhor interesse do jogo.