"Não deixámos respirar uma equipa que meteu oito homens na área"

"Não deixámos respirar uma equipa que meteu oito homens na área"

Tuchel está satisfeito com a capacidade do Chelsea em superar a muralha defensiva do Atlético de Madrid. Simeone não atira toalha ao chão

O Chelsea venceu em Bucareste, que é como quem diz a casa emprestada do Atlético de Madrid, na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. O golo de Giroud, de bicicleta, valeu a vitória e a exibição agradou a Thomas Tuchel. "Sabíamos que eles iam estar organizados atrás. Encontrar espaço numa equipa tão organizada é dos desafios mais exigentes que há. Estivemos bem a defender, não permitimos contra-ataques e não deixámos respirar uma equipa que teve oito jogadores dentro da sua área", explica o germânico, que admite "uma grande recompensa" com este resultado.

Já Diego Simeone viu um jogo equilibrado. "Cada um pode dizer o que quiser. Queríamos estar compactos e sair em contra-ataque com o talento do João Félix, do Lemar e do Correa. Foi uma partida muito disputada, sem muitas ocasiões, que acabou por ser decidida com um grande golo do Giroud", explica, considerando possível dar a volta a 17 de março: "Será difícil, um jogo duro como qualquer partida de Liga dos Campeões. Estou convencido de que é possível revertermos a situação, temos de melhorar e confessar que não estamos, neste momento, numa boa fase."