Liverpool vai reunir-se com Tiago Brandão Rodrigues

Liverpool vai reunir-se com Tiago Brandão Rodrigues
Redação

Emblema inglês começou a preparar a defesa às acusações do poder político francês sobre a responsabilidade dos desacatos ocorridos no exterior do Stade de France, na final da Liga dos Campeões.

Na sequência da recolha de nove mil queixas por parte de adeptos que marcaram presença na final da Liga dos Campeões, em Paris, o Liverpool começou a preparar a defesa às acusações do poder político francês sobre a responsabilidade dos desacatos ocorridos no exterior do Stade de France.

Posteriormente, os "reds" vão reunir-se com Tiago Brandão Rodrigues, ex-ministro da Educação, que está a liderar a investigação da UEFA ao caso.

De recordar que a impossibilidade de encaminhar em tempo os espetadores munidos de bilhete levou ao atraso no início da final da Champions em 36 minutos, provocando situações caóticas no acesso ao recinto de Saint-Denis, nos arredores de Paris.

Empurrões, tentativas de entrada sem bilhete, adeptos tratados com brutalidade pelas forças de segurança, ou vítimas de roubo, foram testemunhados por quem se deslocou para o jogo, que o Real Madrid venceu, por 1-0.

Alguns adeptos não conseguiram mesmo entrar, apesar de alegadamente terem bilhetes válidos.

Tanto o governo francês como as autoridades britânicas não pouparam críticas, com o ministro francês do Interior, Gérald Darmanin, a falar de uma "fraude maciça, industrial e organizada de bilhetes falsos" e o governo de Londres a pedir um "inquérito completo" sobre o sucedido, com conclusões públicas.