Herrera foi a chave num filme de suspense

Herrera foi a chave num filme de suspense

O Atlético de Madrid começou ao ataque no Wanda Metropolitano, mas a Juventus chegou a ter a partida na mão. Os colchoneros foram implacáveis a reagir, com o ex-portista a fixar, de cabeça, a igualdade final (2-2)

Houve emoção e incerteza no resultado até ao fim no Wanda Metropolitano, entre os dois gigantes do Grupo D da Liga dos Campeões. Depois de ter suportado bem a pressão do Atlético, a Juventus colocou-se em vantagem no marcador logo no começo da segunda parte, por intermédio de Cuadrado, e chegou a ter a partida na mão, depois do remate certeiro de Matuidi aos 65 minutos.

Num jogo em que os portugueses João Félix e Cristiano Ronaldo ficaram em branco, apesar de terem estado em bom plano, a reação da equipa espanhola foi fortíssima e, já depois de Savic ter reduzido (70'), o técnico Diego Simeone acertou em cheio ao fazer saltar Herrera do banco de suplentes. Foi uma estreia memorável para o ex-mexicano do FC Porto, pois foi da cabeça deste que saiu o golpe para o 2-2 aos 90 minutos.