Haller em grupo restrito da Champions ao lado de um ex-FC Porto

Haller em grupo restrito da Champions ao lado de um ex-FC Porto
Redação

Dianteiro costa-marfinense é apenas o quinto futebolista a mexer com o marcador em quatro partidas consecutivas na primeira vez que disputa a prova

Ao marcar na visita do Ajax ao Dortmund, operando uma reviravolta, Sébastien Haller concretizou a proeza de fazer o gosto ao pé nos primeiros quatro jogos da Liga dos Campeões na carreira, igualando um feito ao alcance de poucos futebolistas.

O dianteiro do emblema dos Países Baixos, além de balançar as redes no Signal Iduna Park, fez um póker - qual estreia comedida - na primeira ronda ante o Sporting, seguindo-se um golo ao Besiktas e mais um bis na receção ao Dortmund.

Assim, o costa-marfinense juntou o seu nome, numa lista restrita, ao de Haaland (ao serviço do Dortmund, em 2019), de Diego Costa (em 2014, com a camisola do Atlético Madrid), de Del Piero (pela Juventus, em 1955) e de um... ex-FC Porto, que foi o primeiro futebolista a estabelecer tamanha sonante marca na liga milionária.

Corria a época 1992/03, quando Zé Carlos, antigo defesa brasileiro do FC Porto, marcou nos seus primeiros quatro jogos disputados na Liga dos Campeões. Por exemplo, marcou ao PSV, num empate a dois, em jogo da fase de grupos, e ao US Luxembourg, numa goleada por 5-0, numa eliminatória de qualificação.

A título de curiosidade, Paulinho, avançado do Sporting, apenas não acompanhou Haller na entrada para o grupo restrito por pouco. Caso tivesse marcado na visita ao Dortmund, teria celebrado igualmente nas primeiras quatro presenças na prova.