Tuchel diz ter uma certeza e deixa um pedido: "Não se zanguem connosco"

Tuchel diz ter uma certeza e deixa um pedido: "Não se zanguem connosco"

O treinador do Chelsea pediu ainda aos adeptos do clube para saberem separar as decisões da direção, em relação à Superliga, da equipa.

Thomas Tuchel não quer saber da guerra política que existe entre os fundadores da Superliga e a UEFA e durante a conferência de imprensa de antevisão às meias-finais da Liga dos Campeões, contra o Real Madrid, quis deixar claro que acredita que o que nada do que tem acontecido vai afetar o jogo desta terça-feira.

"Confio a 100% nos árbitros e na UEFA. A este nível de certeza que vão nomear os melhores árbitros e não acredito que estejam condicionados por um motivo político. É algo que não me passa pela cabeça", garantiu o treinador alemão.

Questionado sobre a possibilidade de alguns adeptos em Inglaterra desejarem a eliminação do Chelsea pelo projeto da Superliga, Tuchel pediu que saibam separar as realidades.

"Acham que alguém quer que o Real Madrid nos elimine? Todos cometemos erros e, se diriges um clube, é possível que tomes decisões que não agradem a toda a gente. Eu adoro este desporto. Todos os que estamos aqui estamos muito contente e emocionados pelo jogo de amanhã, necessitados de todo o apoio para conseguir passar esta meia-final. Que as pessoas se chateiem com a ideia ou com a forma como que foi apresentada, mas não se zanguem connosco", pediu.