Koeman destaca dois defesas e indica onde o Benfica pode ferir o Barcelona

Koeman espera um jogo difícil contra o Benfica

 foto EPA

Declarações do treinador do Barcelona na antevisão ao jogo da Champions com o Benfica.

3-0 ao Levante: "No outro dia acho que a equipa esteve perfeita. Normalmente é isso que queremos: pressionar o adversário, não deixá-lo jogar e procurar o espaço entre as linhas. Mas há jogos em que sai melhor, depende do adversário. Depende da nossa atitude."

Ansu Fati recuperado: "Não sei qual a opinião de Luis Enrique. Acho que ainda faltam minutos ao jogador. Para mim foi um dia fantástico porque ganhámos o jogo com um golo do Ansu. Ele esteve dez meses de fora, está a treinar há duas semanas e só jogou 15 minutos. O Ansu ontem estava muito cansado até a nível emocional. Foi um impacto enorme para ele jogar e marcar depois de muito tempo. Ele treinou hoje sem problemas, queremos dar-lhe cada vez mais tempo, mas depende de como ele está mentalmente. Não sabemos quantos minutos vamos dar ao Ansu."

Luuk de Jong: "Sabemos que temos tido muito lesionados que precisam de tempo para estarem em boas condições. É um avançado diferente dos outros e foi muito importante para a equipa. Tem experiência porque jogou em equipas importantes da Europa."

Juventude: "Devemos olhar para os jovens dando-lhe minutos e jogos, mas tendo em atenção à condição física. Tivemos 5 jogos em 12 dias e temos de ver quem está mais fresco."

Dificuldades: "Esperamos um jogo complicado. O Benfica joga em casa e sei bem que o ambiente da Luz pode fazer a diferença. Não considero que seja uma equipa que jogue muito aberta e que deixe muitos espaços. A mentalidade portuguesa é de controlar o jogo, ter uma defesa sólida e usar os jogadores talentosos da frente para fazer a diferença. O Barça joga sempre para ganhar. E a nossa intenção é controlar, ter a bola e procurar espaços. O sistema não é o mais importante, mas sim onde queremos e quem queremos pressionar."

Pontos fortes: "Nós analisámos o Benfica e sabemos quais são os pontos fortes deles. É uma equipa rápida que pode causar-nos danos quando sai em contra-ataque. É importante reagirmos rapidamente na altura em que perdermos bolas. Quando o árbitro apita tem de se perder o respeito e tentar vencer. Isso é válido para as duas equipas. O Benfica vai estar num ambiente favorável e vai tentar vencer. Nós vamos ser iguais a nós próprios. Jogando em casa ou fora queremos ter protagonismo."

Destaques no Benfica: "Não gosto de individualizar, apesar de o Benfica ter jogadores muito experientes como Vertonghen e Otamendi na defesa. Os avançados são efetivos e também tem jogadores muito rápidos. Analisámos bem o Benfica e o mais importante é pensar naquilo que podemos fazer amanhã."