"Nesse momento senti-me traído. Não queria trabalhar mais um ano com Mourinho"

"Nesse momento senti-me traído. Não queria trabalhar mais um ano com Mourinho"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Filipe Luís, lateral brasileiro agora no Flamengo, recorda a passagem pelo Chelsea.

Filipe Luís é hoje em dia uma das grandes figuras do Flamengo, depois de uma bem sucedida aventura no futebol europeu. O lateral brasileiro, atualmente com 35 anos, representou o Atlético durante largas temporadas, com uma passagem pelo Chelsea pelo meio, em 2014/15. No clube londrino trabalhou com Mourinho e numa entrevista ao Daily Mail recordou essa experiência, que não correu como esperava.

"Quando estive no banco pela primeira vez chamei o Mourinho e perguntei-lhe: 'Porque me trouxeste para aqui? Porque não me deixaste no Atlético?'. Ele disse-me que não se sentia tão seguro defensivamente comigo como com o Azpilicueta. Disse-me que tinha de lutar pela posição. Não podia esperar que pelo nome fosse a primeira opção. Ele tinha razão. Eu não estava a jogar bem. Mas também penso que há que estar em campo para melhorar", lembrou.

Ainda assim, Filipe Luís não se arrepende. "Não me arrependo de ter ido para o Chelsea, porque era uma das melhores equipas do mundo, mas toda a gente quer jogar. Nesse momento senti-me traído. Não queria trabalhar mais um ano com Mourinho. Mas não era culpa dele. Ganhámos a final [da Taça da Liga] e tenho a medalha em casa", rematou.

Na temporada em questão, Filipe Luís participou, apesar de tudo, em 26 jogos pelo Chelsea e marcou um golo.