José Mourinho: "Não festejei com os adeptos porque isto não é sobre mim"

José Mourinho: "Não festejei com os adeptos porque isto não é sobre mim"

José Mourinho preferiu dar o palco aos jogadores no festejos da vitória (3-2) com o West Ham e explicou porque festejou apaixonadamente o segundo golo

Exibição com o West Ham: "Mesmo no período mais difícil do jogo viu-se sacrifício e jogadores a dar tudo pela equipa. O Moussa [Sissoko] e o Danny com problemas físicos a ficar no campo porque não tínhamos mais substituições para fazer... Para mim, bom futebol. Fiquei muito contente com o que fizemos em termos posicionais e de dinâmicas em posse".

Valor do adversário e os adeptos: "O West Ham é uma boa equipa e tem bons jogadores. Não jogámos contra uma equipa sem qualidade. Não é nada fácil. No fim do jogo não quis ir ter com os nossos adeptos porque senti que não devia; era sobre os jogadores e não sobre mim. Peço desculpa, mas fiquei longe. De qualquer forma, apreciei os milhares que estiveram aqui a apoiar a equipa. Penso que entenderam as dificuldades e, provavelmente, estão agora tão contentes como nós".

Festejo do segundo golo: "Não, não deslizei. Só coloquei o joelho no chão, porque era muito duro para deslizar [risos]. Não teve que ver só com paixão, porque aquela jogada foi algo que fizemos no treino. O Lucas [Moura] apareceu naquela posição na dinâmica que trabalhámos no treino. E para um treinador e uma equipa técnica que pensou naquilo, preparou e viu acontecer... Ahh! É a melhor sensação que um treinador pode ter".