Mourinho elogia Jorge Costa e diz: "Tive capitães que não eram líderes"

Mourinho elogia Jorge Costa e diz: "Tive capitães que não eram líderes"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

O treinador do Tottenham relembrou uma história passada no balneário do FC Porto

Numa conferência promovida pela Top Eleven, José Mourinho falou nas diferenças entre capitão e líder. Para o treinador português, Javier Zanetti, no Inter e John Terry, no Chelsea, eram exemplos de futebolistas que acumulavam ambos os atributos, mas a história que o treinador do Tottenham contou para demonstrar esta ideia passou-se no FC Porto.

Tinha um no FC Porto, Jorge Costa. Um dia estavámos a perder por 2-0 com o Belenenses ao intervalo, eu ia para o balneário e todos podiam ver que eu estava a fumegar. E o Jorge disse: 'Espera dois minutos aí fora, por favor.' Ele entrou, fechou a porta e fez o trabalho sujo por mim. Depois abriu a porta e disse: 'Orienta-nos.' Ele fez tudo o que eu iria fazer", lembrou José Mourinho.

"Ele era central, nunca marcava golos e marcou dois nesse jogo. Há uma grande diferença entre capitão e líder, não compras líderes, não crias líderes. Quando os tens, a tua equipa está um passo à frente, mas o futebol hoje está cheio de imagem e as pessoas dão mais atenção aos que parecem do que aos que são", acrescentou o treinador, que orientou o FC Porto entre 2002 e 2004.

"Tive capitães que não eram líderes.As pessoas olham para a braçadeira e pensam: este homem é o líder. Não. Muitas vezes o capitão não é o líder", sustentou.