Mourinho critica mecanismo do fair play financeiro: "Protege os que já são muito fortes"

Mourinho critica mecanismo do fair play financeiro: "Protege os que já são muito fortes"
Redação

Treinador da Roma afirma que "não há fair play entre um clube que pode gastar 300 milhões de euros no mercado e um que pode gastar 30 milhões".

José Mourinho, treinador da Roma, em conferência de Imprensa de antevisão ao jogo deste domingo, com a Udinese, falou sobre o mercado de transferências, deixando algumas críticas ao mecanismo do fair play financeiro.

"É um mecanismo que não funciona bem e que protege os clubes que já são muito fortes. Não duvido da honestidade do processo, mas a nível competitivo não é um mecanismo de fair play. Talvez devesse ter tido outro nome, porque não há fair play entre um clube que pode gastar 300 milhões de euros no mercado e um que pode gastar 30 milhões. Na verdade, penaliza as equipas que querem emergir", começou por dizer, antes de voltar a elogiar o trabalho do emblema romano na janela de mercado que recentemente findou.

"Não choro como outros [treinadores] fazem. Há treinadores que se queixam muito e no final sorriem. Eu não gosto de chorar, prefiro fazer piadas. Quero felicitar mais uma, e pela última vez, a equipa e o diretor desportivo, porque apesar das nossas limitações, fizeram um bom trabalho. Espero que ainda me possam ajudar mais um pouco. É duro ver que com mais alguns milhões a Roma ficaria em condições de sonhar", concluiu.