"Quem queria Lucas Moura? Não era Florentino, era Mourinho"

"Quem queria Lucas Moura? Não era Florentino, era Mourinho"

A revelação foi de Wagner Ribeiro, empresário do brasileiro que brilhou na meia-final da Liga dos Campeões ao marcar os três golos do Tottenham em casa do Ajax e que valeram a passagem à final da Liga dos Campeões

Lucas Moura: o nome do brasileiro do Tottenham está por todo o lado. E entende-se. Afinal não é todos os dias que se marca um hat-trick numa meia-final da Liga dos Campeões e tão pouco um golo decisivo aos 96 minutos que vale a presença na final da prova milionária. Talvez por isso seja válido, por estes dias, falar do jogador dos Spurs por qualquer razão.

Em Espanha, por exemplo, a abordagem ao feito de Lucas Moura envolve o Real Madrid. E porquê? Por culpa de uma frase de Wagner Ribeiro, empresário do jogador, proferida em 2016. Exatamente, pelo que disse há três anos."Quem queria Lucas Moura? Quem queria a sua contratação não era Florentino Pérez, era José Mourinho. O treinador português era, e ainda é, um admirador de Moura".

E assim se constrói a história sobre um jogador que poderia ser ainda hoje do Real Madrid. A verdade é Lucas nunca foi merengue e acabou por representar o PSG de 2012 a 2017, marcando 46 golos em 229 jogos. Saiu de Paris para baixar a folha salarial do clube que acabava de contratar Neymar e ao cabo de duas temporadas soma 58 jogos e 16 golos com a camisola do clube londrino.