Mourinho aborda regresso de Ronaldo a Old Trafford e lembra FC Porto

Mourinho aborda regresso de Ronaldo a Old Trafford e lembra FC Porto

Cristiano Ronaldo vai defrontar o Manchester United na fase de grupos da Liga dos Campeões

José Mourinho abordou o sorteio da Liga dos Campeões, que colocou Juventus, Valência e Young Boys no caminho do Manchester United. O treinador dos "red devils" comentou ainda o regresso de Cristiano Ronaldo a Old Trafford e deixou uma certeza sobre a forma como o internacional irá encarar os desafios frente à antiga equipa.

"Sorteio? Difícil para nós, difícil para eles [as outras equipas]. É um grupo muito difícil com um dos grandes candidatos a chegar à final [Juventus] e uma equipa que fez um investimento incrível em cima do fantástico plantel que já tinham. Por isso eles são grandes, grandes candidatos. O Valência é uma das equipas do top-4 de Espanha e isso diz tudo. O Young Boys é uma equipa que vem do pote quatro e toda a gente vai dizer que eles não têm hipóteses de se qualificar, mas por alguma razão eles apuraram-se. Foram à Croácia e venceram nos play-offs [frente ao Dínamo de Zagreb]. Por alguma razão eles bateram o Basileia e conquistaram o título na Suíça", atirou Mourinho, em declarações ao site do Manchester United.

"Penso que Ronaldo gosta de vir. Quando o Real Madrid jogou aqui, ele estava feliz por voltar, estava feliz por jogar em Old Trafford, mas também estava feliz por marcar e ganhar. Agora, ele representa a Juventus e ele foi para a Juventus para ganhar a Liga dos Campeões. Virá a Old Trafford para marcar golos e vencer o jogo, mas Old Trafford gosta dele e sempre reagiu de forma positiva, o que é ótimo", acrescentou o técnico português, que falou ainda do embate com o Derby County de Frank Lampard na Taça da Liga Inglesa.

"Não acho que isso seja estranho, penso que é algo bom. Os meus primeiros jogadores no FC Porto e no Chelsea já terminaram as respetivas carreiras e muitos já são treinadores. O Frank é o primeiro que vou defrontar, mas não é algo estranho, de todo. Ele quis sempre ser treinador", rematou o "Special One".